27 de abr de 2010

Fogo

Era fogo.
Morri e não pude fazer nada, apenas sentar e assistir
Enquanto você me queimava.

Já tinha me acostumado com a ideia
E nem ao menos tentei resistir
Enquanto você me queimava.

No meio das minhas cinzas
Encontravam-se minhas lembranças.
Cada momento estava limpo e polido
Mesmo que eu tenha sido queimado vivo.

E agora eu já não me importo mais.
Sou nada menos que poeira ao vento.
Talvez superior ao que era antes
Pois agora não existo, logo, penso.

Um comentário:

  1. "é fogo
    éfogo
    é fogo
    que sobe e me consome todo!!!"
    HAUHAUHAUHAUHAUAHUAHUAHAUAH
    gostei mesmo do textoi
    muito bom,brozequito!!

    ResponderExcluir