8 de mai de 2010

Teimosia

Eu me agarro a cada fiapo de esperança
De que ainda consigo entreter os outros
Será que eu não consigo mudar?
Será que você não consegue entender?

Eu sou assim, e você sabe disso
E sempre que isso te incomoda eu me pergunto
Por que você não vai?
Por que insistir no erro?

Eu não sou convincente
E não peço para você ficar
Você não ri com minhas piadas
E fala que não suporta mais

Mas ao mesmo tempo que a porta está aberta
Você insiste em ficar no hall, esperando eu passar

E ao mesmo tempo que eu odeio tudo isso
E tento me afastar rapidamente,
Não consigo voltar pra casa sozinho.

2 comentários:

  1. eu sei o que é isso
    essa sensação de inutilidade
    de não querer mas,ao mesmo tempo,não ir embora
    apenas permanecer e esperar
    que o tempo resolva
    .-.

    ResponderExcluir
  2. Eu me agarro a cada fiapo de esperança
    De que ainda consigo entreter os outros
    Será que eu não consigo mudar?
    Será que não consigo escrever poemas decentes?

    ResponderExcluir